22 de novembro de 2018

Bombeiros participam da Campanha Novembro Azul


 

A manhã desta quinta-feira (22) estava ensolarada na capital sergipana, mas o calor não deteve a guarnição de trinta homens do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE), que correu do quartel central, até o Calçadão da Rua João Pessoa, no Centro de Aracaju/SE, em homenagem a “Campanha Novembro Azul”, para conscientizar os homens sobre prevenção, e diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Ao chegar ao centro, os bombeiros distribuíram panfletos da campanha, com o objetivo de chamar a atenção para esse problema, que deve atingir, só este ano, 68 mil homens, segundo estimativa do Instituto Nacional do Câncer (INCA).

O coronel Herinque Melo, comandante da guarnição, afirma a importância de eventos como este para a população em geral, pois a prevenção é para todos. “No dia de hoje estamos dando nossa parcela de contribuição para a Campanha Novembro Azul, lembrando aos homens e mulheres, que a prevenção é muito importante para evitar que essa doença se instale, e comprometa a saúde”, diz.

A professora Creuza Barros, estava andando pelo centro com seu esposo, quando receberam o panfleto. Ela reconhece que os homens adiam os cuidados, e que as esposas devem lembrar aos maridos que a prevenção é importante. “O que os bombeiros fizeram aqui hoje, serve para a população se alertar, e fazer a prevenção, pois é a partir da prevenção que podem ser diagnosticadas outras doenças também. E é muito importante essa mobilização, pois comove outras pessoas. As mulheres a se cuidarem, as esposas para orientarem os maridos”, afirma a Professora.

 

Após a entrega dos panfletos, os bombeiros militares voltaram ao quartel do comando geral, e participaram de uma palestra com o psicólogo Demétrio Sérgio dos Reis, referencia Técnica em Saúde do Homem, que falou sobre fatores de risco, ações preventivas, diagnóstico e tratamento de próstata, além de outros cuidados que os homens devem ter no seu dia-a-dia.

De acordo com o psicólogo, esse momento é para sensibilizar a população masculina da corporação para o cuidado integral da saúde.“O cuidado está ligado ao nosso cotidiano. Culturalmente os homens são ensinados a serem fortes, a não expressar sofrimento, e essa questão sociocultural, a forma como os homens são criados, dificulta o cuidado, a busca por um profissional que possa ajudá-los num primeiro momento. Eles só buscam um médico, já num momento secundário, quando a doença está instalada,e todos os procedimentos devem ser feitos com urgência. Então a prevenção é necessária”, afirma Demétrio.

Além da contribuição do especialista, teve também o depoimento do sargento BM Cadmo Xavier da Silva, que foi diagnosticado com câncer de próstata, e está em tratamento.
“O câncer é uma doença sobre controle, mas que mexe com a pessoa, todos conhecem meu caso, nem os médicos sabem como aconteceu, nem eu. Porque não tem histórico na família, não bebo, não fumo. Mas estou na luta, e hoje digo a todos, que a prevenção é necessária”.

 

Site desenvolvido pela Emgetis com software livre - WordPress