11 de janeiro de 2021

Bombeiros controlam incêndio em apartamento no bairro Porto Dantas em Aracaju


Na manhã do último domingo (10), o Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) controlou um incêndio em apartamento no bairro Porto Dantas, zona Norte de Aracaju. Por conta da atuação das guarnições do Quartel Central (Aracaju) e do Quartel de Nossa Senhora do Socorro, o fogo ficou restrito a um quarto e uma sala do apartamento, localizado no terceiro andar do prédio.

As guarnições do Corpo de Bombeiros foram acionadas para a ocorrência por volta das 11h30, no condomínio Vila das Flores, bloco Tulipa. “Quando chegamos ao local tinha bastante fumaça saindo pela janela do quarto. Somente a perícia vai poder confirmar, mas a suspeita é de que a causa teria sido um eletrodoméstico deixado ligado”, afirmou a chefe da guarnição de combate a incêndio, sargento Roberta Amora.

O combate precisou ser realizado com muita cautela, por conta de algumas pequenas explosões que estavam acontecendo durante o incêndio. “A temperatura estava bastante alta no local, além de terem acontecido algumas explosões. Acreditamos que isso tenha acontecido por conta do material utilizado na construção, tornando mais difícil o combate, mas conseguimos debelar o fogo”, apontou.

A bombeira afirma que o combate levou cerca de 1 hora e 15 minutos. “Para adentrar no apartamento, nós utilizamos a técnica do jato atomizado, que visa resfriar o ambiente. Em seguida fizemos o combate direto no foco do incêndio, sempre buscando utilizar o mínimo possível de água, visando preservar ao máximo o que não havia sido atingido pelo fogo”, concluiu.

Por Dinah Menezes
Fotos: Roberta Amora


Site desenvolvido pela Emgetis com software livre - WordPress

O Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) vem a público informar à população que a instituição não solicita via e-mail dados pessoais nem pagamentos de taxa. Caso algum e-mail nesse sentido seja recebido, alertamos que se trata de um golpe que está sendo aplicado em alguns Estados, com o intuito de extorquir os cidadãos, conseguir dados e realizar pagamentos. Orientamos a população a procurar a Polícia Civil e registrar o Boletim de Ocorrência.